Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

 

 


 

Prefeitura intensifica ações nas regiões mais atingidas pelas chuva do último dia 6

11/02/2019 09:03:00


A Prefeitura do Rio intensificou, neste domingo (10/02), sua força-tarefa nas regiões da cidade mais afetadas pelas chuvas do último dia 6. Confira, a seguir, o balanço das principais atuações dos órgãos envolvidos:

 

 

DEFESA CIVIL - A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), atuou neste domingo (10), com equipes nas Zonas Sul e Oeste da cidade, regiões mais afetadas, para realizar vistorias e atendimento ao 199. No total, foram diversas vistorias que resultaram em 10 interdições de imóveis. Uma área de lazer, localizada na Chácara do Céu, foi isolada.

 


Da madrugada de quinta até agora, técnicos do órgão interditaram 133 imóveis em toda a cidade. As áreas da Rocinha, Vidigal e São Conrado permanecem como prioridades neste início de semana.

 


Chamados - O órgão recebeu, desde as 19h de quarta-feira (06), 663 chamados de vistoria. Entre as principais ocorrências, estão ameaças de desabamentos de estruturas, desabamentos de estruturas, rachaduras e infiltrações em imóveis, e deslizamentos de barreiras e encostas.

 


Bairros com maior demanda: Barra da Tijuca, Itanhangá, São Conrado, Joá, Barra de Guaratiba, Taquara, Copacabana e Curicica, além de Rocinha e Vidigal.

 


Orientações: A Defesa Civil orienta à população que acione o órgão pelo telefone 199, importante ferramenta de planejamento operacional no atendimento às emergências.

 


SECONSERMA - A Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente atuou neste domingo (10) com 216 homens e 56 máquinas. Foram retiradas mais 200 toneladas de material em toda cidade. Os serviços foram intensificados em São Conrado, principalmente nas estradas da Gávea, das Canoas, do Joá; e na Rua Iposeira. No Itanhangá, os serviços seguiram na região da Muzema. A Zona Norte também recebeu os serviços de desobstrução de bueiros, na Estrada do Portela e na Rua Edgar Romero, em Madureira. Amanhã (11) as 23 gerências de conservação seguem trabalhando para solucionar os estragos causados pelas chuvas.

 

 

COMLURB - A Comlurb está com suas equipes reforçadas nas ruas desde as 20h de quarta-feira (06/02), quando teve início o temporal que se abateu sobre a cidade. E neste fim de semana está sendo promovido um grande mutirão envolvendo todos os setores da Companhia, para solucionar ocorrências relacionadas às consequências das chuvas. Já foram mobilizados 7. 872 garis e 724 agentes de limpeza urbana trabalhando na retirada de resíduos, lama, bolsões d´água e quedas de árvores desde o dia 6. Os serviços contam com o apoio, entre equipamentos e veículos, de 50 motosserras, 25 pás carregadeiras, 182 caminhões basculantes e 50 caminhões de manejo arbóreo. Foram registradas 658 quedas de árvores até este sábado, sendo que 511 já foram removidas. Desde quarta-feira foram recolhidas na cidade 8.406 toneladas de terra , lama e resíduos, e limpos 3.849 ralos.

 


Especificamente nos bairros da Gávea e de São Conrado, a Companhia atuou com 334 garis e 33 agentes de limpeza urbana no sábado (9/2), e 494 garis e 50 agentes de limpeza urbana no domingo (10/2), incluindo as comunidades da Rocinha e do Vidigal. O trabalho foi feito com o apoio de oito pás carregadeiras e 59 veículos para a coleta de resíduos, somando os dois dias, e contou com os serviços de varrição, limpeza de ralos e canaletas, roçada e remoção de árvores que caíram durante a tempestade cujos ventos atingiram 110km/h. Na operação do fim de semana foram limpos 441 ralos e recolhidas 1.359 toneladas de resíduos apenas entre sábado e domingo.

 

 

Na Rocinha, a Comlurb realizou uma operação especial neste domingo, com 68 garis e apoio de duas pás mecânicas e 13 veículos, sendo sete basculantes e dois compactadores. As equipes trabalharam na Estrada das Canoas, em São Conrado, e na Rua Dioneia e na localidade conhecida como Vila Verde, ambas na Rocinha, com serviços de varrição, limpeza de ralo e remoção manual de resíduos.

 


A Comlurb atuou com 55 garis na Estrada das Canoas, em São Conrado, sendo 20 no manejo arbóreo, para remoção de árvores em risco iminente de queda em função de deslizamentos de taludes nas encostas, e 35 nos serviços de raspagem e remoção de lama, com apoio de dois caminhões basculantes, um coletor compactador e uma pá carregadeira.

 


Na Avenida Niemeyer, já foram removidas, desde quarta-feira, 1.737 toneladas de resíduos, com a presença de 373 garis, 36 agentes de limpeza urbana e 28 caminhões. Foram limpos 15 ralos e 300 metros de canaletas.

 

Os trabalhos prosseguem até a limpeza da cidade voltar à normalidade.

 


SMIH - A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação informa que equipes da Geo-Rio prosseguiram neste domingo, dia 10, com as vistorias e trabalhos emergenciais na Avenida Niemeyer, Estrada das Canoas, altura do número 722, além das comunidades da Rocinha, Vidigal e também Chácara do Céu, onde equipes da prefeitura retiraram hoje os postes caídos e limparam a área. Nesta segunda-feira o trabalho continua nas áreas mais atingidas pelo temporal e está programada uma vistoria na parte superior do Morro Dois Irmãos, com o auxílio de uma equipe de rappel, para verificar as condições de uma pedra. A partir do diagnóstico, engenheiros e geólogos da secretaria irão definir as ações necessárias. Também nessa segunda, uma equipe da Geo-Rio fará uma vistoria na localidade conhecida como Buraco, na Chácara do Céu. Na última quinta e sexta-feira técnicos realizaram vistorias nas encostas de Barra de Guaratiba. Os laudos estão sendo analisados para se verificar a necessidade de intervenção.

 

 

CET-Rio - Em função das Chuvas e do vento, diversas placas de trânsito foram danificadas. Segundo balanço da CET- Rio:

 

• 24 Colunas caíram em função dos fortes ventos (já recolhidas e executadas novas bases para futura re implantação);


• 10 Colunas giraram em função dos fortes ventos (já reposicionadas);

 

• 31 Placas baixas caíram em função dos fortes ventos (já reimplantadas);


• 06 Placas baixas caíram em função da queda de árvores (já recolhidas);

 

 

SMASDH - Desde o inicio da sexta-feira, os técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos estão atuando na localidade. As demandas estão chegando na Associação dos moradores, onde as equipes estão fazendo o atendimento às famílias, não somente em âmbito da assistência, como também mobilizando outros órgãos e trabalhando juntos para que tão longo os problemas sejam resolvidos, principalmente as demandas emergenciais. Ainda não temos números com relação à desabrigados pois todos os desabrigados recusaram o acolhimento em abrigos por estarem em casas de amigos e familiares.

 

Vidigal - Na última atualização de atendimentos na região, 44 famílias foram atendidas, 9 fizeram o cadastro único e 33 famílias estão desalojados, porém, recusaram o acolhimento em abrigo, como foi explicado acima.

 


Rocinha - Total de famílias atendidas: 07


Famílias desalojadas: 07


Solicitação para abrigamento: 0


Vila das Canoas - Total de famílias atendidas: 28


Famílias desalojadas: 17


Solicitação para abrigamento: 0




Serviços Serviços